João Pessoa, 17-12-2017

Projeto Paraíba Cine senhor volta às cidades para exibir vídeos


           Os vídeos realizados dentro do projeto Paraíba Cine Senhor, que foi realizado em cinco cidades paraibanas entre abril e julho do ano passado, serão exibidos a partir da próxima quarta-feira na cidade de Cabaceiras, depois seguem Monteiro e Taperoá. As outras duas cidades ainda terão suas datas marcadas. Após as exibições, acontecerão debates com os profissionais do projeto.


            “Foi um trabalho estafante, mais muito compensador quando se observa o resultado final obtido. Foram realizados 20 vídeos e todos, de alguma forma, resgatam histórias e personagens das cidades. As pessoas vão se ver na tela, isso é o mais importante”, conta Orlando Junior um dos idealizadores do projeto.


            Durante uma semana, os inscritos no projeto nas cidades por onde ele passou, participaram de oficinas de realização audiovisual, onde foram capacitados para realizarem seus trabalhos. Além disso, o projeto também exibiu filmes nacionais em escolas e estimulou a apresentação de grupos locais antes das exibições noturnas de audiovisuais paraibanos.

 

           “O projeto não é só composto das oficinas de realização audiovisual, fazemos também exibições de filmes brasileiros em escolas públicas, onde depois os temas são usados como suporte para discussão em sala de aula, além da exibição de audiovisuais paraibanos seguidos de debates com seus realizadores. Ainda estimulamos os artistas para que grupos locais de cultura popular se apresentassem, oportunizando a eles um espaço e a chance de mostrarem sua arte”, continua Orlando.

 

           O projeto Paraíba Cine Senhor foi aprovado numa nova linha de atuação do Programa Petrobras Cultural: a formação. Esta nova linha busca ampliar as possibilidades de recepção das artes e de outras manifestações culturais, privilegiando a educação para e pelas artes. Assim, a empresa investe diretamente na aproximação do público e também na sua capacidade criadora e noção de pertencimento à sociedade. Fazem parte do projeto nomes conhecido do audiovisual paraibano como João Carlos Beltrão, Lúcio César, Shirley Martins, Williams Muniz, Matheus Andrade entre outros.

 

           Para sua realização, o projeto contou com o apoio da Empresa do Serviços Culturais, das prefeituras das cidades envolvidas, do Departamento de Comunicação e Turismo e do Núcleo de Estudos e Pesquisas do Audiovisual (NEPAU), ambos da UFPB, do Fest Aruanda, do Grupo Castelo Audiovisual e do Serviço Social do Comércio (SESC).


Untitled Document

Escrita Livre © Todos os direitos reservados.